Você faz previsão de faturamento da sua empresa?

Consegue criar uma projeção de fluxo de caixa?

É capaz de construir uma reserva financeira para imprevistos internos e externos ao negócio?

Kit: Indicadores de desempenho

O guia completo para medir os indicadores de desempenho da sua equipe de vendas


Se você respondeu sim para essas perguntas, você está à frente de grande parte de seus concorrentes.

Segundo estudos, 15% das empresas têm menos de um mês de reserva para despesas e 11% não têm previsibilidade alguma sobre quanto dinheiro possuem em circulação.

Neste artigo, nosso objetivo é te apresentar o que é previsão de faturamento e como criar uma. Entretanto, antes disso, precisamos te convencer que você PRECISA começar a realizar uma projeção de compras e vendas.

Então, a seguir, entenda por que a previsão de faturamento e fluxo de caixa é tão importante para um negócio crescer.

Está sem tempo para ler o conteúdo? Gostaria de poder acompanhá-lo enquanto dirige, caminha ou realiza outra atividade? Então não perca tempo e ouça este artigo na íntegra. Basta clicar no play! Agradecemos o seu feedback nos comentários 🙂

Como a previsão de faturamento pode ajudar sua empresa?

A previsão de faturamento e fluxo de caixa são indicadores que podem, juntos, te trazer informações muito mais valiosas do que quando vistos individualmente.

Se a sua projeção de faturamento indica vendas no montante de R$ 100.000, mas o fluxo de caixa apresenta um volume de saídas de R$ 120.000, você pode estar em maus lençóis, mesmo com um faturamento alto.

Resumindo, aprender como fazer previsão de faturamento da empresa é muito importante, mas gera ainda mais insights para suas decisões, quando em companhia de uma projeção de fluxo de caixa, com valores de compras e vendas.

A seguir, listamos algumas razões para você aprender como fazer projeção de faturamento e manter uma previsão de fluxo de caixa atualizada. Entre elas, você verá:

  • importância na infraestrutura de crescimento;
  • organização das contas a receber;
  • acompanhar gastos e cumprir orçamentos.

Agora, entenda o impacto de cada um desses pontos.

Faz parte da infraestrutura que você precisa para crescer

Mesmo que você não esteja preocupado com dinheiro, configurar e manter uma projeção de faturamento deve ser uma prioridade da gestão do seu negócio.

Isso faz parte da infraestrutura que sua empresa precisa para crescer de forma sustentável.

Antes de se apressar em ampliar o espaço físico do escritório ou fazer uma nova contratação, você deve sempre realizar uma previsão de receita e saída para modelar como esse investimento afetaria seu caixa.

Entender se os planos são ou não viáveis ​​financeiramente é crucial para fazer uma gestão de risco eficiente.

Identifique lacunas de caixa e excedentes antes que eles aconteçam

A previsão de faturamento e custos ajuda você a ver com bastante antecedência quando pode ocorrer uma falta de dinheiro que impacte realmente o seu negócio.

Sendo assim, a projeção de faturamento pode te dar tempo suficiente para tomar decisões e evitar uma crise.

A previsão de faturamento, principalmente quando mensal, permite identificar a necessidade de solicitação de empréstimos antecipadamente.

Dessa forma, você diminui despesas, pois, com tempo, você consegue negociar melhores taxas, por exemplo.

Você também pode tomar medidas como solicitação de antecipação de recebíveis, sem urgência.

No lado inverso, se você está prevendo ter um grande volume de dinheiro em sua conta bancária em três meses, saber disso antecipadamente permitirá explorar opções para reinvesti-lo em seu negócio e impulsionar o crescimento.

Organiza suas contas a receber

Ao criar uma previsão de faturamento que considera faturas e contas, você poderá identificar com mais facilidade quem está sempre pagando com atraso.

Assim, consegue usar essas informações para aprimorar seu processo de controle do crédito que oferece a seus clientes.

Você pode até mesmo modelar datas de pagamento diferentes em faturas vencidas para ver o efeito real dos pagamentos atrasados ​​em seu fluxo de caixa.

Acompanhe seus gastos e fique dentro do orçamento

Ao olhar somente para seu fluxo de caixa, você terá uma resposta do que está acontecendo agora com seu dinheiro, mas isso não mostrará o futuro em termos entrada e saída de capital.

Ao aprender como fazer projeção de faturamento, a partir da análise de números e dados reais, você pode acompanhar o que está acontecendo com a saúde financeira do seu negócio.

Agora que você entendeu a importância de realizar uma previsão de faturamento, é hora de aprender como fazer essa projeção. Abaixo 5 passos para fazer uma gestão financeira realmente estratégica.

previsao-de-faturamento

Como fazer previsão de faturamento em 5 passos

Ficar sem capital empresarial não é apenas um sinal de mau planejamento, mas também é um dos maiores motivos pelos quais as empresas fecham.

A previsão de faturamento e o acompanhamento de fluxo de caixa de sua empresa pode ser complicada, devido às muitas variáveis ​​que determinam quanto capital você precisará para as operações versus o montante que tem disponível.

É importante que você entenda o mercado ao qual sua empresa pertence. Afinal, o que e como você mede seus dados financeiros, vai variar de acordo com seu negócio, setor e objetivos.

Por exemplo: uma empresa sazonal que gera 80% de suas vendas em apenas dois meses do ano terá necessidades diferentes de fluxo de caixa de uma cuja receita seja mais estável ao longo do ano.

Então, como fazer projeção de faturamento e fluxo de caixa?

Aqui estão 5 dicas de como fazer estimativa de faturamento mensal, que ajudarão sua organização a trazer mais precisão ao processo, o que aumentará as chances de sobrevivência da sua empresa e fornecerá os recursos de que você precisa para crescer.

1. Estabeleça linhas de comunicação

As consequências de uma previsão de faturamento imprecisa podem ser severas.

Uma empresa pode pedir um empréstimo com valores muito maiores do que realmente precisa para arcar com seus compromissos financeiros – o que acarreta custo mais alto de taxas e juros.

Por outro lado, poderia deixar os fundos desnecessariamente ociosos, adiando investimentos que a ajudaria a crescer.

A melhor maneira de evitar qualquer tipo de crise de liquidez dentro de sua organização é treinar a alta gerência sobre a importância da previsão de receita.

Como em qualquer outro processo de sucesso dentro de uma empresa, a comunicação é uma das chaves para uma previsão precisa do fluxo de caixa.

Resumindo, para realizar uma previsão eficaz da faturamento, é necessário que toda a equipe seja consultada.

Além disso, o time deve estar preparada para fornecer dados importantes e informações valiosas, que aumentem a compreensão – e a precisão – do resultado da projeção de compras e vendas.

2. Não confunda o fluxo de caixa com receita

Esse é um problema comum.

Tanto a receita quanto o fluxo de caixa são usados ​​como indicadores para ajudar investidores ou analistas a avaliar a saúde financeira de uma empresa.

Entretanto, a receita – ou faturamento – fornece uma medida de eficácia em marketing e vendas, enquanto o fluxo de caixa é um indicador de liquidez ou gerenciamento de dinheiro.

A importância crítica do fluxo de caixa está na capacidade de uma empresa permanecer funcional. Ou seja, se manter com a capacidade de ter caixa suficiente para cumprir obrigações financeiras de curto prazo.

3. Projete suas entradas e saídas

Como falamos, por mais que aqui o objetivo seja entender como fazer projeção de faturamento mensal, o dado é ainda mais valioso quando cruzado com a projeção de fluxo de caixa, que considera também as saídas de capital e não apenas as entradas.

Algumas perguntas são necessárias para o cumprimento dessa etapa:

  • Quanto dinheiro você pretende arrecadar ao longo do período em questão?
  • Quais as origens desse capital?

Os dados históricos de vendas são um bom ponto de partida. Mas você também deve considerar fatores macroeconômicos, como os níveis de confiança do consumidor e a situação econômica atual, por exemplo.

As vendas nem sempre serão consistentes, de modo que os canais de comunicação que você desenvolveu fornecerão informações valiosas sobre outros fatores e direcionadores de negócios, que podem afetar esses números.

Quando você prevê suas saídas, precisa incluir custos fixos e variáveis, ao mesmo tempo em que faz distinção entre os dois.

Seu negócio terá algum tipo de sobrecarga que inclui os salários, aluguel e equipamentos que você paga.

Embora algumas dessas despesas possam aumentar em tempos de alto volume de negócio, você deve ser capaz de prevê-las com razoável precisão.

As despesas variáveis ​​serão alteradas junto com sua produção e volume de vendas.

Isso inclui seu custo de mercadorias vendidas, bem como despesas variáveis ​​recorrentes, como impostos trimestrais.

Saber o momento que esses pagamentos devem ser realizados é fundamental para uma previsão precisa.

Vamos supor que seu custo por venda seja de 60% em relação ao valor vendido e você planeje gerar R$ 100.000 em vendas durante o primeiro trimestre. Neste caso, você precisaria de R$ 60.000 em mercadorias para cobrir essa projeção de vendas.

Entretanto, nem todo esse dinheiro precisará ser investido ao mesmo tempo. Você terá que pagar pela mão de obra imediatamente, mas as matérias-primas podem ser alocadas em condições de pagamento de crédito de 90 dias ou mais.

Sua empresa também deve prever as despesas ocasionais, tais como:

Em caso de dúvida sobre uma despesa potencial, é melhor colocá-la em sua previsão como uma medida de segurança.

4. Crie vários cenários

Quando você realiza uma previsão de faturamento, pode ser útil criar vários cenários diferentes.

Ao criar vários cenários com os futuros fluxos de faturamento e despesas da sua empresa, você poderá visualizar o impacto de certas situações, bem como adaptar rapidamente os processos da sua empresa quando necessário.

Desde que você tenha automatizado seu processo de previsão, esses cenários devem ser simples o suficiente para serem produzidos.

previsao-de-faturamento

É uma boa prática elaborar três previsões para o seu negócio:

5. Monitorar e ajustar resultados

Nenhuma previsão de faturamento deve ser definitiva, pois pode haver diversas situações que atrapalhem a assertividade do plano, como por exemplo:

  • clientes que não pagam;
  • vendas que não se materializam;
  • despesas inesperadas que aparecem à sua porta, entre outros.

Depois de elaborar uma previsão, continue monitorando os resultados em tempo real o máximo possível.

Fazendo isso, você identificará oportunidades para melhorar seu processo e poderá tirar proveito de uma melhor posição financeira.

Como poucas empresas atingirão sua previsão 100%, você pode estabelecer uma porcentagem de variação de 5% geral.

A maioria das organizações não tem a força financeira para sobreviver até mesmo a uma crise de fluxo de caixa de curto prazo, portanto, é essencial ter previsões precisas em mãos.

Quando você tem esses relatórios disponíveis, você e sua equipe de gerenciamento podem monitorar os resultados e fazer ajustes em seu plano conforme necessário.

Organizações grandes e complexas devem preparar uma previsão mensal que se estenda por no mínimo seis meses e, de preferência, até um ano. A previsão do fluxo de caixa pode ser uma tarefa árdua, mas é vital para o negócio.

Este processo não apenas informará quanto dinheiro sua empresa deve gerar, mas também o que será necessário para financiar futuras expansões e capital de giro.

previsao-de-faturamento

4 coisas para lembrar ao fazer a projeção de faturamento para o seu negócio

Não importa o quão pequeno seja o seu negócio, é importante aprender como fazer projeção de faturamento mensal, semestral e anual. Para todos os casos você pode aplicar as dicas apresentadas acima.

Agora que você já tem o passo a passo da previsão de faturamento, vamos destacar 4 observações importantes para ficar atento ao construir seu plano.

#1 Previsão de faturamento com base na data de recebimento

Quando você estiver planejando quanto espera vender todos os meses, lembre-se de projetar suas vendas com base no quanto você espera ganhar cada mês.

Então se você deseja faturar R$ 50.000 por mês, use esse dado – além do histórico –  para fazer sua previsão de ganhos.

#2 Inclua tantos custos quanto puder se lembrar

Como falamos acima, a previsão de faturamento, quando analisada em conjunto com a projeção de fluxo de caixa, permite acesso à informações ainda mais estratégicas sobre o negócio e sua capacidade de crescimento.

Quando o assunto é previsão de faturamento, não estamos tentando advinhar o futuro. O que você está tentando fazer é dar à sua empresa a melhor chance de sobrevivência e desenvolvimento.

No entanto, é fácil deixar os custos operacionais, particularmente os pequenos, fora de sua projeção de compras e vendas.

Não faça isso!

Inclua tantos custos em sua previsão quanto possível e não perca nada apenas porque eles são pequenos. É surpreendente a rapidez com que esses pequenos custos se acumulam.

#3 Atenção às datas de recebimento

Em suas previsões de faturamento e gastos, você calcula as vendas quando as efetua e os custos quando os concretiza.

No entanto, a previsão do fluxo de caixa é diferente, porque você precisa incluir transações com base em quando o dinheiro muda de mãos; ou seja, quando você recebe dinheiro de seus clientes, e faz pagamentos.

#4 Sua previsão de fluxo de caixa incluirá outras entradas e saídas de dinheiro

Sua previsão de fluxo de caixa tem que incluir o dinheiro que está entrando em sua empresa de outras fontes que não sejam seus clientes, como dinheiro emprestado do banco ou de membros da família.

Ele também incluirá dinheiro deixando a conta bancária da sua empresa para custos que não sejam os custos correntes do dia-a-dia, como impostos, ou dinheiro que você gasta em novos equipamentos para o seu negócio.

Vale a pena dedicar um tempo para elaborar suas previsões e também adaptá-las regularmente.

Por exemplo, se você começar a arcar com um novo custo, como o aluguel de um escritório ou se perder um cliente grande.

Ao atualizar suas previsões, você poderá ver quando sua empresa pode precisar de algum dinheiro extra e tomar providências para obtê-lo antes de ficar desesperado. Isso garante que sua empresa sobreviva a longo prazo.

Sua empresa já faz a previsão de faturamento? Que resultados essa prática trouxe para você e sua equipe? Não deixe de compartilhar nos comentários!