Dar um devido feedback sobre seu desempenho aos vendedores é uma das maneiras de mantê-los sempre engajados.

Assim, caso seu desempenho esteja abaixo do esperado, o gestor deve, junto com o vendedor, traçar um plano de desenvolvimento individual.

Por outro lado, se as metas estiverem sendo batidas e o desempenho de vendedor for o que se espera dele, ou até mais, ele se sentirá prestigiado e motivado ao perceber que seu talento é reconhecido.

Kit: Indicadores de desempenho

O guia completo para medir os indicadores de desempenho da sua equipe de vendas


Mas e se esse feedback fosse dado instantaneamente, por meio de um placar de vendas que mostra, em tempo real, a performance de todos os vendedores?

Neste post, você vai ver o que é um placar de vendas e como implantá-lo em sua empresa.

Veja também: Avaliação de desempenho e feedback: faça com naturalidade

O que é placar de vendas?

Placar de vendas ou quadro de vendas é um painel (normalmente eletrônico) onde se apresentam os resultados das vendas de cada integrante da equipe, individualmente, de forma pública para todos os demais.

Com isso, os vendedores percebem imediatamente se seus esforços estão dando os resultados esperados. Assim, podem ajustar seus procedimentos, se necessário, caso notem que não estão alcançando os resultados desejados.

E, na verdade, não apenas resultados de vendas podem ser usados no quadro. Como você vai ver adiante, outros indicadores de desempenho também podem ser empregados.

Você sabe como criar indicadores de desempenho? Então, confira este vídeo da Siteware:

Confira em nosso blog: Planilha de produtividade pronta: acompanhe seus resultados

Como implantar um placar de vendas em seu negócio

1. Escolha os indicadores de desempenho

É claro que você vai colocar em seu placar de vendas o valor das vendas de cada vendedor.

Mas será que é só esse o indicador de desempenho relevante para a equipe de vendas?

E o número de negócios fechados? Ou de produtos ou serviços vendidos?

Isso sem falar em indicadores operacionais, como número de visitas realizadas, propostas enviadas e até e-mail e telefonemas.

Dessa forma, conforme os vendedores perceberem uma relação direta entre esses indicadores de desempenho operacional e os indicadores de resultado (vendas), vão se esforçar para cumprir todas essas metas.

Assim, uma coisa leva a outra: mais visitas e telefonemas geram mais vendas, que motivam o vendedor a ligar e visitar cada vez mais, e assim por diante.

Apenas um detalhe: talvez ter mais de 3 ou 4 indicadores de desempenho no quadro de vendas possa acabar deixando tudo muito poluído.

Por isso, fique atento ao próximo passo, para saber qual a plataforma de visualização ideal de seu placar de vendas.

Na dúvida de quais métricas escolher para seu placar de vendas? Então, confira esta apresentação de slides:

Leia também: 5 dicas para definir os indicadores de performance ideais para o seu negócio

2. Defina que plataforma de visualização vai usar

Existem ferramentas de acompanhamento de performance corporativa que podem ser usadas para você compartilhar as informações sobre os seus vendedores em seu quadro de vendas.

Mas independente da tecnologia que você usa, um CRM ou mesmo planilhas do Google Sheets, é importante que você crie um dashboard agradável de se ver e fácil de entender.

O próprio Excel e o Google Sheets permitem que você incorpore gráficos e tabelas em um quadro desse tipo.

Mas uma ferramentas que tem se destacado bastante, atualmente, é o Google Data Studio.

Com uma interface visual atraente e muito fácil de integrar com  diversas ferramentas de análise de dados, ele proporciona a criação de quadros d vendas bastante interessantes.

Confira este tutorial do Expert Digital que dá dicas de como usá-lo:

3. Escolha um local para o placar

Pra funcionar direito, o placar de vendas deve ficar à vista da equipe de vendas, evidentemente.

Por isso, você precisa procurar um local a que todos os vendedores tenham acesso. O ideal seria que ele pudesse ser visualizado de seus postos de trabalho. Mas, é claro, isso vai depender muito do layout da empresa.

Portanto, você terá que adquirir um monitor de vídeo, ou mais de um, dependendo do tamanho de sua força de vendas, e instalar de forma que a maioria da equipe (toda ela, se possível) enxergue com facilidade o quadro.

4. Pense em uma forma de gamificação

Gamificação é uma estratégia de motivação e aprendizado em que se usam elementos lúdicos, isto é, dos jogos, para tornar uma atividade que não é um jogo mais agradável e divertida.

A gamificação tem sido muito usada nas empresas para educar e motivar funcionários.

Assim, você pode usar um pouco dessa técnica ao dar troféus, “tags” ou criar um mecanismo de acúmulo de pontos em troca de de prêmios em seu placar de vendas.

Esses troféus, “tags” e até a pontuação podem aparecer no quadro de vendas, estimulando ainda mais os vendedores.

Gestão à vista

Gestão à vista é uma metodologia de gestão que tem total relação com o placar de vendas. Só que seu foco não é a área de vendas.

Na gestão à vista qualquer setor da empresa pode contar com um quadro público de seus indicadores de desempenho, levando mais foco e motivação para todos os times, garantindo bons resultados para a empresa.

Saiba mais: Não sabe como fazer um quadro de gestão à vista? Aprenda agora!

Quer mais dicas de sobre indicadores de vendas? Então, baixe nosso e-book gratuito: Indicadores de vendas e marketing