gestao-financeira

6 dicas para melhorar a gestão financeira da sua empresa

O bom gerenciamento das economias de uma empresa não se limita ao cálculo de custos e receitas. À medida que o negócio cresce, sua administração torna-se mais complexa e aumenta a necessidade de se realizar a gestão financeira da maneira correta.

É ela quem permite o crescimento sustentável do negócio, viabilizando operações de outras áreas, investimentos e proteção em períodos de crise, aumentando as chances de sucesso no mercado.

Para conseguir gerenciar adequadamente as finanças e obter o máximo de lucro, a empresa precisa fazer um bom planejamento financeiro, estabelecer estratégias de crescimento e acompanhar os indicadores, que vão ajudar no controle dos processos e atividades, além de mostrar os resultados obtidos.

Veremos agora algumas dicas de gestão financeira para você administrar as contas de forma mais eficiente. Vamos lá?

1) Não misture dinheiro particular com o da empresa

Algumas vezes ocorre de o proprietário, principalmente em empresas menores ou iniciantes, acabar misturando gastos pessoais com as contas da empresa e isso gera uma enorme confusão patrimonial.

Pegar dinheiro do caixa para despesas com a Pessoa Física atrapalha a organização do dinheiro da Pessoa Jurídica. Por isso, manter contas bancárias distintas é uma das primeiras regras para manter uma boa gestão financeira.

Essa separação é fundamental e nos leva à segunda dica.

2) Mantenha verbas separadas para os diferentes setores

A organização das verbas destinadas a cada setor é outro ponto a ser considerado na boa gestão financeira do negócio.

Todas as áreas, como Marketing, Atendimento, Vendas, Compras, dentre outras, devem ter orçamentos individuais, sendo cada uma responsável pelo gerenciamento da própria verba, pelos seus gastos e pela prestação de contas posteriormente.

É muito importante que haja um controle rigoroso para que as verbas não se confundam ou sejam redirecionadas de um setor para outro.

3) Faça um planejamento estratégico

A terceira dica para conseguir realizar uma boa gestão financeira é a elaboração do planejamento estratégico, que possibilita à empresa a estruturação das ações internas de curto e longo prazo, e fornece o suporte necessário para que as áreas consigam executá-las.

É preciso definir quais objetivos e metas a empresa deseja atingir, além dos indicadores para verificar se ela está no caminho certo ou é preciso adequação.

A partir daí, ela consegue estabelecer prioridades, métricas para acompanhar os resultados e toma decisões de forma mais assertiva.

4) Organize a rotina de atividades financeiras

A gestão financeira é responsável por analisar o movimento financeiro de uma empresa, fazendo a administração de todo capital e patrimônio, além de acompanhar o desempenho periodicamente.

Como as atividades e rotinas a observar são diversas, é preciso muita organização e disciplina para manter tudo sob controle. Para se ter uma ideia, é papel da gestão financeira:

  • Fazer planejamento dos recursos, das principais fontes de receita e de custo;
  • Coordenar contas a pagar e contas a receber;
  • Cuidar dos processos fiscais;
  • Realizar pagamentos, recebimentos e cobranças;
  • Administrar fluxo de caixa;
  • Fazer elaboração futura do movimento financeiro;
  • Realizar contabilidade integrada;
  • Constituir fundos e reservas;
  • Apoiar na aquisição de empreendimentos e abertura de filiais;
  • Analisar investimentos no negócio;
  • Prevenir desperdícios etc.

Lembrando que todo o trabalho feito pelo controle financeiro serve de suporte para o desenvolvimento das demais áreas da empresa.

O comprometimento na gestão dos recursos pode afetar o bom andamento dos processos de recursos humanos (contratação, demissão e treinamentos), controle de estoque, vendas, marketing (campanhas de divulgação, por exemplo) etc.

5) Utilize ferramentas que facilitem a gestão

A tecnologia oferece diversas opções de gerenciamento, em nível básico ou avançado (a depender da necessidade da sua empresa), para otimizar as tarefas do dia a dia, além de permitir um controle mais preciso dos recursos.

Um grande erro está em achar que a contratação de softwares e ferramentas de gestão é um gasto extra.

Na verdade, ela representa um ótimo investimento, pois permite processar um enorme número de dados, o que gera economia de tempo, maior organização do fluxo de caixa, controle de estoque, acompanhamento de saldo, acesso remoto, dentre outras possibilidades.

Inclusive, muitos desses softwares são encontrados a valores acessíveis no mercado. Por isso, a dica é utilizar a tecnologia a favor da gestão financeira da empresa.

6) Gestão dos ativos

Toda empresa precisa ter ciência e controle de seus bens. Gerenciar corretamente o patrimônio ajuda a evitar desperdícios, reduzindo perdas e gastos, além de otimizar os processos de compras.

O controle patrimonial inclui a gestão de ativos tangíveis (imóveis, dinheiro em caixa, estoque, investimentos etc) e ativos intangíveis (valor da sua empresa ou marca, direitos autorais, licenças entre outros).

Ao realizar a avaliação dos ativos, são determinados os valores reais e atualizados de todos os bens que a empresa possui e que podem ser transformados em meios monetários, calculando, assim, o valor total de seu patrimônio.

Conclusão

Dar ao departamento financeiro a devida importância, enxergando o gerenciamento das finanças como algo estratégico para a empresa e não apenas como o setor encarregado dos cálculos e pagamentos pode elevar seu negócio a outro patamar.

Manter os dados financeiros atualizados vai garantir uma melhor administração dos recursos, com identificação dos pontos de maior lucratividade e das falhas que podem ser corrigidas, permitindo um planejamento para o futuro com mais segurança.

A gestão financeira muitas vezes é feita internamente, porém alguns aspectos podem exigir conhecimentos mais específicos e aprofundados, sendo necessária ajuda especializada.

A Investor, por exemplo, possui soluções financeiras completas e customizadas para a sua empresa. Com atuação nos mais diversos setores da economia e negócios em diferentes estágios, ela realiza avaliação de intangíveis e emite laudos PPA, por exemplo, dentre outros serviços. Conheça as áreas de atuação dentro das Finanças Corporativas.