Todo produto percorre uma jornada que vai desde o seu desenvolvimento até uma eventual descontinuação.

Conhecer as etapas desse processo é fundamental para traçar estratégias de produção, marketing e vendas mais coerentes e eficazes.

Neste artigo, você vai entender melhor o que é o ciclo de vida do produto, porque é importante analisá-lo e quais são as suas 5 fases:

  • Desenvolvimento;
  • Introdução;
  • Crescimento;
  • Maturidade;
  • Declínio.

Além disso, vamos mostrar também quais são os principais fatores que exercem influência sobre o ciclo de vida do produto.

Existem outras maneiras de entender a evolução de um produto ao longo do tempo, uma delas é a Matriz BCG. Você conhece? Então, confira este post de nosso blog: Matriz BCG: exemplos de como e quando usar em seu negócio.

O que é ciclo de vida do produto?

Podemos definir o que é o ciclo de vida do produto como um conjunto de etapas que todo produto percorre do seu projeto e concepção até o momento em que ele é descontinuado e retirado do mercado.

O conceito de ciclo de vida do produto foi desenvolvido pelo economista alemão Theodore Levitt. Segundo Levitt, nenhum produto “vive” para sempre; mais cedo ou mais tarde o seu ciclo de vida chegará ao fim.

O então mestre da Harvard Business School propôs um modelo que divide o ciclo de vida dos produtos em 5 fases:

  • Desenvolvimento;
  • Introdução;
  • Crescimento;
  • Maturidade;
  • Declínio.

Veja uma representação das fases do ciclo de vida do produto segundo o blog vida de produto

Perceba como flutuam os volumes de lucro e de vendas em função do tempo, conforme o produto evolui em suas fases do ciclo de vida:

Leia também: Como aplicar o Ciclo de Vida do Cliente pode trazer vantagens para sua empresa

Quais são as 5 fases do ciclo de vida de um produto?

Conforme mencionamos anteriormente, o ciclo de vida do produto é composto basicamente por 5 fases. Entenda melhor como cada uma delas funciona e suas principais características.

Fase 1 – Desenvolvimento

Na primeira fase do ciclo de vida, o produto está em desenvolvimento. É nesse momento que se planeja o produto, suas características e sua finalidade.

Tudo ainda é muito embrionário e habita o campo das ideias. Durante o desenvolvimento são feitos testes e ajustes na proposta de valor.

Fase 2 – Introdução

Na etapa de introdução, o produto já está pronto. Ele, então, é lançado no mercado e colocado à disposição do público-alvo.

Essa costuma ser a fase do ciclo de vida que mais requer investimentos em marketing.

Fase 3 – Crescimento

Depois de ser apresentado para o público-alvo e introduzido no mercado, o produto passa para a fase de crescimento. Os investimentos e esforços são direcionados para fazer com que o produto ganhe mais espaço e se ajuste às necessidades do público.

Não dedicar-se a essa etapa pode fazer com que seu produto chegue à fase de declínio antes do tempo esperado.

Fase 4 – Maturidade

Quando o produto atinge a fase de maturidade, significa que ele está no auge do seu potencial. Quanto mais tempo você conseguir mantê-lo nessa fase, melhor, porque é durante esse período que ele se mantém mais lucrativo e exige menos esforços mercadológicos.

Fase 5 – Declínio

Cedo ou tarde todos os produtos chegarão à fase de declínio do ciclo de vida. Após atingir a maturidade e render bons resultados para a empresa, os produtos deixam de representar vantagens e precisam ser descontinuados.

Você pode até tentar direcionar investimentos para reverter essa situação, mas as chances de você ser bem sucedido são bem remotas, podendo prejudicar seriamente a sua empresa.

Saiba mais: O que é ciclo de vendas e como usar em seu negócio

Qual a importância da análise do ciclo de vida do produto?

Analisar o ciclo de vida de seus produtos e monitorá-lo constantemente são práticas indispensáveis para o desempenho comercial e financeiro da empresa.

Isso porque as estratégias e investimentos podem não ter a mesma eficácia para produtos que estão em fases diferentes do ciclo de vida.

É necessário considerar o momento em que cada produto se encontra antes de tomar qualquer decisão.

A análise do ciclo de vida do produto evita que ele seja abreviado, possibilitando explorar ao máximo o potencial de cada produto e otimizar os esforços.

Dependendo da fase do ciclo de vida dos produtos (ou serviços), diferentes abordagens de vendas devem ser usadas na gestão dos leads. Veja algumas dicas de como definir essas abordagens:

Quais fatores influenciam os estágios do ciclo de vida do produto?

Diferentes fatores podem exercer influência sobre o ciclo de cada produto, fazendo com que ele dure mais ou menos tempo.

O principal fator se refere às características do mercado em que a empresa atua. Há também de se considerar o grau de inovação que o produto carrega, as necessidades do público-alvo e a reputação da marca.

E então, ficou claro o que é e como funciona o ciclo de vida do produto?

Faça a análise desse ciclo com os produtos da sua empresa para otimizar seus investimentos e aproveitar ao máximo o potencial de retorno deles.

Para isso, acompanhe de perto os indicadores de desempenho de suas vendas, os chamados KPIs de vendas. Baixe nosso e-book gratuito e descubra como definir, acompanhar, gerenciar e analisar esses KPIs de forma prática e objetiva: KPI de Vendas: indicadores de desempenho comercial