A competitividade de uma empresa se refere à força que ela tem para se destacar positivamente no mercado em que atua e fazer frente aos seus principais concorrentes.

Mas como fazer para medir e acompanhar essa força competitiva?

Bom, é aí que entram os indicadores de competitividade. Você já ouviu falar?

Kit: Indicadores de desempenho

O guia completo para medir os indicadores de desempenho da sua equipe de vendas


Tratam-se de ferramentas que vão te ajudar a entender o nível de competição da sua empresa em relação à concorrência considerando alguns aspectos específicos do negócio.

Para entender melhor como isso funciona, convidamos você a continuar a leitura e conferir nas linhas a seguir o que são indicadores de competitividade e quais você pode implementar para dar dimensão às vantagens competitivas do seu modelo de negócio e orientar melhor as suas tomadas de decisão:

  1. Faturamento;
  2. Participação no mercado;
  3. Satisfação dos clientes;
  4. Taxa de rotatividade de funcionários;
  5. Retorno sobre o Investimento;
  6. Capacidade de produção.

Leia também: Os 6 erros mais cometidos por empresas que buscam diferenciação com base nas estratégias competitivas de Porter

Quer tornar sua empresa mais competitiva? Que tal com var aumentando suas vendas? Veja dicas de especialistas ao longo deste texto:

O que são indicadores de competitividade?

Podemos definir o que são indicadores de competitividade como instrumentos de gestão utilizados para medir e acompanhar o desempenho da empresa em relação a seus principais concorrentes.

Essas ferramentas têm como foco mensurar fatores ligados à força competitiva da organização, como qualidade dos produtos e serviços, satisfação dos clientes, participação no mercado, faturamento, reconhecimento da marca etc.

Os indicadores de competitividade empresarial mostram o desempenho da empresa e fornecem dados que vão ajudá-la a promover o alinhamento de suas estratégias de negócio à sua situação competitiva perante a concorrência.

Leia mais: Eficiência, eficácia, produtividade e competitividade: entenda cada um dos conceitos e suas diferenças

DICA de especialista – Como vender mais com o LinkedIn:

6 exemplos de indicadores de competitividade para implementar na sua empresa

Como você pôde conferir no tópico anterior, os indicadores de competitividade são ferramentas importantes que mostram como a empresa performa em aspectos essenciais para a construção de uma vantagem competitiva.

No entanto, existem diferentes indicadores que você pode utilizar para mensurar e monitorar a força competitiva da sua empresa. 

Por isso, separamos aqui 6 exemplos de indicadores de competitividade para usar no seu modelo de negócio.

1. Faturamento

Pode parecer óbvio, mas é importante entender porque o faturamento deve estar entre os seus indicadores de competitividade.

Se uma empresa tem um sólido faturamento significa que ela tem vendido bastante seus produtos e serviços. Logo, o modelo de negócio que fatura bastante acaba se posicionando como um forte competidor no mercado em que atua.

Além disso, esses recursos que entram na empresa são um indício de que terá capacidade de investir.

Quando o faturamento é baixo, quem se fortalece é a concorrência.

2. Participação no mercado

A participação no mercado, ou market share, é uma das mais importantes métricas para acompanhar a força competitiva de uma empresa.

Basicamente, esse indicador mostra o tamanho da fatia de mercado que pertence ao seu negócio. Quanto maior for essa participação, mais forte a sua empresa é.

3. Satisfação dos clientes

Clientes insatisfeitos são sinal de competitividade fraca. Quando a empresa consegue satisfazer plenamente seus clientes, a tendência é que voltem a fazer negócio futuramente e prefiram suas soluções às da concorrência.

Para medir a satisfação dos clientes, você pode enviar formulários de pesquisas por e-mail ou usar ferramentas de pesquisa online, muitas delas gratuitas.

4. Taxa de rotatividade de funcionários

A rotatividade de funcionários, ou turnover, é um indicador de competitividade essencial.

Empresas que conseguem reter seus talentos podem se dedicar melhor às estratégias voltadas à satisfação dos clientes e à garantia da qualidade de suas soluções em vez de voltar seus esforços à frequente rescisão e contratação de talentos.

Uma equipe sólida e comprometida pode levar a empresa atingir desempenhos mais satisfatórios e relevantes perante a concorrência.

5. Retorno sobre o Investimento

Outro importante indicador de competitividade é o Retorno sobre o Investimento (ROI).

Essa métrica mostra a capacidade que a empresa tem de recuperar o dinheiro que ela investiu em determinados projetos ou na concepção do próprio modelo de negócio.

Empresas com alto índice de ROI tendem a apresentar maior vantagem competitiva.

6. Capacidade de produção

Empresas com maior capacidade produtiva tendem a se posicionar como fortes competidoras no mercado em que atuam.

Avalie o quanto a sua empresa consegue produzir e compare com os seus concorrentes, levando em conta os mesmo parâmetros (recursos financeiros e tecnológicos, tempo e mão de obra disponível).

E então, o que você achou dos exemplos de indicadores de competitividade que trouxemos aqui?

Incorpore essas ferramentas à sua gestão para orientar suas estratégias que vão tornar a sua empresa mais competitiva.

Confira mais dicas de competitividade empresarial nestes posts de nosso blog:

Mais uma dica de especialista, confira o vídeo do Eduardo Muller com segredos para prospectar melhor:

Ter uma equipe capacitada e bem treinada é fator fundamental para turbinar sua produtividade! Por isso, baixe estes materiais gratuitos e use-os para capacitar seu time de vendas: