Estrelismo, falta de motivação, não saber ouvir. Veja como acabar com conflitos no trabalho em equipe.

Divergências de opinião entre colegas de trabalho sobre uma nova ação na empresa, a compra de um equipamento, a implantação de um sistema de CRM, ou uma nova maneira de operar um serviço são mudanças organizacionais comuns nas empresas.

Mas se não forem bem administradas, podem se tornar combustível para sérios conflitos no trabalho em equipe.

Está sem tempo para ler o conteúdo? Gostaria de poder acompanhá-lo enquanto dirige, caminha ou realiza outra atividade? Então não perca tempo e ouça este artigo na íntegra. Basta clicar no play! Agradecemos o seu feedback nos comentários 🙂

E quando seus colaboradores perdem o controle, consequentemente há perda de produtividade na empresa. Isso pode ser o suficiente para trazer declínio nos seus resultados e retrair habilidades importantes para o crescimento do negócio, como entusiasmos, criatividade e força de vontade.

É o que mostra uma pesquisa realizada pela ASTD Workforce Development em parceria com a VitalSmarts, que apontou que um entre cada três funcionários confessa que gasta por volta de 5 horas de trabalho envolvido em problemas com conflito de gerações. O número representa 12% de queda de rendimento.

Para ajudar você e evitar que o estresse e a baixa produtividade no ambiente de trabalho, causado por faíscas de mau relacionamento entre funcionários, se transformem em mais um incêndio para apagar em sua empresa, selecionamos 7 dicas.

Dependendo de sua personalidade como líder, existem diferentes maneiras de lidar com conflitos, confira esta postagem de nosso blog e saiba mais sobre o assunto: Estilos de liderança: encontre o seu, aprimore-o e inspire o time de vendas.

Quais os principais conflitos nas equipes de trabalho?

São muitos os conflitos que podem acontecer durante um trabalho em equipe. Entre os principais, podemos citar:

  • diferentes estilos de trabalho;
  • ausência de processos;
  • objetivos divergentes;
  • problemas interpessoais;
  • entre outros. 

A seguir, vejamos um pouco mais sobre cada um deles. 

Diferentes estilos de trabalho

Mesmo dois profissionais da mesma área podem apresentar dificuldades de atuar de forma semelhante simplesmente porque cada um possui sua forma de trabalhar. 

Isso não é algo negativo, pois a diversidade em uma equipe pode ser muito benéfica, mas deve ser um ponto de atenção porque pode se tornar também um motivo para conflitos no trabalho em equipe.

Dessa forma, é muito importante trabalhar o respeito entre os colegas de trabalho, assim como alinhar as expectativas de cada colaborador. 

De preferência, para evitar atritos, a empresa deve apresentar normas e regras, que devem ser seguidas dentro da organização, que ajude a lidar com as divergências, que vez ou outra certamente acontecerão.

Além disso, é muito importante investir na aproximação entre os membros de uma equipe, incentivá-los a se conhecer para que cada um saiba exatamente com que tipo de pessoa está trabalhando. 

Em um projeto feito a várias mãos, a transparência é o melhor caminho para evitar possíveis conflitos no trabalho em equipe. 

Ausência de processos

Se por um lado a diferença na forma de atuar pode gerar conflitos no trabalho em equipe, os processos é o que pode garantir a harmonia entre os colaboradores. 

No entanto, se não há processos, aí sim o problema pode estar completamente instaurado.

Isso porque quando há mais de uma pessoa responsável por uma demanda, é indispensável que um planejamento seja feito para evitar que um passe a frente de outro ou, até mesmo, acabe por sobrecarregar o parceiro.

Dessa forma, os processos ajudam a colocar ordem no trabalho, e evita que aconteça a perda de informações e solicitações, que também poderiam acabar gerando conflitos no trabalho em equipe.  

Se sua empresa tem enfrentado dificuldades em definir processos no setor comercial, aproveite para fazer o download do nosso material gratuito “Guia: como elaborar um processo de vendas e suas etapas” e aprenda a tornar o processo comercial mais eficiente. 

Objetivos divergentes 

Os objetivos e metas de uma empresa precisam ser de conhecimento de todos os colaboradores, e para que o trabalho conjunto funcione, todos precisam estar engajados com o projeto.

Assim, podemos entender que objetivos divergentes é outro entre os motivos de conflitos em trabalhos em equipes. 

Afinal, não há como atuar em parceria e de forma harmônica quando cada profissional está com um objetivo próprio em mente, certo?

Por isso, é muito importante que tanto os objetivos da empresa estejam alinhados com os desejos pessoais de cada colaborador, como o resultado final do projeto seja de interesse de todos os envolvidos.

Também é preciso eliminar qualquer possível rixa que possa existir entre funcionários e até equipes.

O setor do marketing e o de vendas, por exemplo, que deveriam teoricamente andar em acordo, mas por algumas razões internas podem acabar competindo um com o outro em algumas empresas.

Assim, para o trabalho conjunto funcionar, é preciso agir para eliminar essas questões.

Problemas interpessoais 

Por fim, os problemas interpessoais também podem ser um dos maiores motivos de conflitos em trabalhos em equipe. 

Afinal, por mais que o clima organizacional da empresa seja excelente, ainda assim, pode acontecer de alguns colaboradores simplesmente não se darem tão bem uns com os outros. 

Isso pode acontecer por questões puramente profissionais, como um tipo de trabalho diferente, como vimos acima, ou por motivos pessoais, como divergência de opiniões. 

Independentemente do motivo, saber conviver e lidar com personalidades diferentes é o segredo para desempenhar bons trabalhos conjuntos, seja qual for o parceiro. 

Caso os problemas interpessoais estejam atrapalhando o andamento de projetos, o mais indicado é que os gestores tomem a iniciativa de conversar com os colaboradores para promover um acordo respeitoso entre eles.

7 dicas fundamentais para acabar com os conflitos no trabalho em equipe

Líderes devem estar atentos às relações interpessoais no trabalho. Observá-las e atuar sobre elas quando necessário, evitará o acirramento da situação e consequências ainda mais profundas na qualidade do trabalho em equipe.

Fazer a gerência de conflitos significa olhar para o problema sob o ponto de vista profissional. Isso envolve técnicas que impedem que meras divergências e desacordos se transformem em graves desentendimentos com efeitos irreparáveis.

Evite esse tipo de problema em sua empresa com estas dicas práticas para acabar com os conflitos no trabalho em equipe:

como resolver conflitos na equipe de trabalho

1. Aprenda a ouvir, depois a falar

O princípio aplicado nos manuais de etiqueta também é eficiente para aplacar conflitos no trabalho em equipe.

Aprender a ouvir significa aprimorar o potencial de comunicação e desenvolver a habilidade que preza pelo direito de expressão dos outros.

É importante deixar o outro falar sem emitir críticas, ironias ou fazer interrupções. Aliás, em vendas, nós sempre salientamos: ouça mais e fale menos. Por que não aplicar o mesmo princípio no relacionamento com os colegas?

2. Atenha-se ao fato concreto

Geralmente, os conflitos entre funcionários acontecem porque há uma disputa por  prevalecer uma opinião sobre outra, desvirtuando-se do fato que interessa.

A dica é repensar o roteiro do problema e ater-se apenas aos fatos, para fugir de pontos de vista meramente pessoais.

Antes de se envolverem em discussões, os funcionários, devem, portanto, ater-se a dados numéricos e fatos sobre o assunto abordado.

Um bom sistema de CRM pode ser uma excelente maneira de acabar com discussões, usando-se seus dados e a famosa frase: contra fatos, não há argumentos.

3. Aposte na equipe como solução do conflito

Há divergências que podem até aumentar a produtividade e a criatividade de uma equipe. Deste ponto de vista, o ideal é enxergar esse movimento de conflito como uma maneira do grupo evoluir.

Evidentemente, isso deve ser monitorado para que se mantenha no campo da competição saudável e da busca de novas soluções inovadoras, principalmente em tempos de crise, o que sempre pode gerar diversidade de opiniões.

Se as coisas esquentarem, o líder deve intervir.

4. Procure soluções, não culpados

Outra falha muito comum é a busca de culpados por algum erro ou desempenho geral abaixo do esperado.

Antes de apontar o dedo para alguém, o correto é descobrir uma solução para o problema, seja por meio de treinamentos, conversas pessoais, coaching, aquisição de novos softwares, mudança de planejamento e tantas outras providências às quais o gestor da equipe deve estar sempre atento.

conflitos no trabalho em equipe

Não permita que os conflitos se tornem pessoais

As próximas 2 dicas para evitar conflitos no trabalho em equipe foram retiradas de um áudio do especialista em gestão Max Gehringer.

5. Às vezes é preciso interferência de fora

Reconhecer quando os envolvidos não resolverão problemas mais graves de conflitos no trabalho em equipe já é um passo para trazer soluções. Neste caso, líder pode convocar a interferência de um especialista para para conseguir uma solução abrangente e duradoura.

6. Respeitar soluções em conjunto

Assim que a resposta a um problema for encontrada, ela deve ser aceita por todos. A partir de então, os envolvidos devem colocar a solução em prática para o bom desempenho da empresa.

Esta é uma regra que pode ajudar muito a prevenir conflitos e agilizar o gerenciamento de sua equipe: depois que um plano foi traçado e metas definidas, chega de discussões sobre o assunto. Mas, é claro, sempre é possível alertar o líder, com fatos e dados, se os resultados não estão saindo como planejado.

Ouça as dicas na íntegra:

Este post pode auxiliar você ainda mais na condução de seu time: Quer saber como aumentar a produtividade da equipe? Não cometa erros clássicos

7. Use a tecnologia a favor da colaboração em equipe

Sistemas colaborativos de gestão de equipes podem ajudar muito a evitar conflitos, pois as comunicações ficam documentadas, a informação é transparente e flui com mais facilidade, além de proporcionar dados e números, que podem dirimir qualquer dúvida que possa existir.

E isso não se resume a sistemas de CRM, principalmente os SaaS (comercializados como serviços pagos por assinatura mensal) e mais usados pelas equipes de vendas e marketing, mas outros aplicativos e ferramentas online também podem ser usadas por sua empresa com o objetivo de melhorar o relacionamento dos colaboradores, veja dois exemplos:

  • Trello: é um aplicativo com uma versão gratuita usado para gerenciar equipes e fluxos de trabalho. O time fica conectado ao aplicativo, recebe as tarefas com todos os detalhes e informações necessárias e as concluem conforme o prazo determinado. É muito visual e intuitivo, permitindo um controle ágil das atividades.
  • Slack: Assim como o Trello, o Slack é uma ferramenta com uma versão gratuita para comunicação entre equipes. Os funcionários da empresa podem se reunir em uma sala virtual e interagirem no mesmo ambiente, entrar em salas de bate-papo, conversar pelo chat e ter suas conversas arquivadas.

E você, usa a tecnologia em sua empresa para gerenciar suas equipes? Se você quer ainda mais dicas sobre liderança comercial, baixe nosso e-book gratuito: O Guia para a Gestão Eficiente da Equipe de Vendas