Para buscar um melhor desenvolvimento de seus negócios, é muito importante considerar um fator em específico: ter um mix de produtos adequado. Mas, para alcançar esse objetivo, é imprescindível muito planejamento.

Apenas criar novas opções para o cliente e aprender na prática de tentativa e erro, não só é uma opção muito arriscada, como é uma decisão completamente equivocada que provavelmente trará muitos prejuízos à empresa.

Kit de Planilhas de Vendas

3 planilhas para te ajudar a planejar a sua rotina comercial

Por isso, é preciso se atentar a alguns detalhes e passos importantes antes de ampliar as opções de produtos ofertados em um negócio.

O que é mix de produtos?

Mix de produtos, de acordo com definições de marketing, é o conceito utilizado para indicar a variedade ofertada por uma empresa ao mercado. Ou seja, a variedade de produtos ou serviços que serão vendidos aos clientes.

Possuir um bom mix de produtos amplo e bem segmentado para diferentes perfis de clientes é um objetivo de praticamente todas as empresas, já que proporciona uma maior abrangência no mercado, podendo atingir diversos segmentos e setores.

Uma maneira de divulgar seu mix de produtos ou serviços é com o uso da internet, confira em nosso blog: Como um catálogo de produtos online pode aumentar suas vendas?

Quais as vantagens?

Essa estratégia de inovação da linha de produtos e serviços está entre as mais importantes adotadas pelas empresas. Normalmente, elas buscam oferecer uma variedade cada vez maior de produtos ou serviços ao mercado.

Mas por quê? Entenda alguns benefícios:

  1. Oportunidade de expansão de mercado: vendendo produtos variados, há maior oportunidade de alcançar diferentes setores e segmentos, expandindo o alcance de sua marca.
  2. Maior chance de conseguir clientes: com maior variedade de produtos ou serviços, as chances de conseguir mais clientes aumentam, pois mais necessidades e problemas podem ser resolvidos com as ofertas da empresa.
  3. Maior competitividade: atualmente, há uma forte tendência de atingir cada vez mais segmentos através da variedade de produtos. Assim, adotar essa opção é uma forma de se adaptar ao mercado, e, consequentemente, ganhar maior competitividade diante de concorrentes. Lance novos produtos ou serviços antes que os demais players o façam!
  4. Menor dependência de um só produto: ter uma variedade causa menor dependência de um único produto, diminuindo riscos. Assim, caso ocorra prejuízo na venda de um deles, esse valor pode ser dissolvido com os lucros obtidos através de outros produtos da empresa.
Mix de produtos

Não conte com sorte, analise cuidadosamente clientes, empresa e mercado para definir seu mix de produtos 

Como definir o mix de produtos ou serviços ideal?

Para definir o mix de produtos ou serviços como uma alternativa realmente adequada para seus negócios, é preciso se atentar a alguns pontos:

1- Conheça seus negócio

O primeiro passo antes de definir essa opção é essencial: é imprescindível conhecer profundamente a situação e características de sua empresa. Afinal, não adianta optar por expandir os produtos oferecidos se não há capacidade de produção ou qualquer familiaridade com a atividade.

Por isso, tente responder questões como:

  • Qual o tipo de produtos ou serviços que são oferecidos pela empresa?
  • Qual o ramo atual de atividade da empresa?
  • Qual a região de atuação atual?
  • Qual o tamanho da empresa?
  • Será financeiramente viável investir no desenvolvimento de outro produto?

Além disso, procure investigar o histórico de vendas da empresa. Saiba indicar quais os produtos que mais venderam no passado, a margem de lucro gerado e quais têm menor custo de produção, por exemplo.

Esses aprendizados, se devidamente arquivados em ums sistema de informações — como o CRM, por exemplo — sempre poderão ajudar a desenvolver os produtos e serviços mais adequados para seu público-alvo

2- Entenda o público-alvo

Além de conhecer a própria empresa, é preciso entender o que se deseja vender e para quem.

Responda questionamentos com estes:

  • Será que o cliente realmente precisará desse produto ou serviço novo?
  • Ele pagará o preço planejado?
  • O diferencial do produto é suficiente para agradar ao mercado?

Uma dica é fazer uma boa pesquisa de mercado para conhecer melhor seu público, além de estudar todos os dados de seu sistema de CRM.

Com essas informações em mãos:

  • Trace o perfil do mercado e do público alvo
  • Defina a sazonalidade do produto ou serviço
  • Qual é a região ideal para iniciar as vendas

3- Observe o mercado

É muito importante também conhecer o mercado em que deseja atuar e quais serão os concorrentes.

Para isso, é preciso analisar os produtos já oferecidos e as estratégias utilizadas para traçar os melhores caminhos para conseguir competir e, preferencialmente, superar a concorrência.

Use a análise das 5 forças competitivas de Porter para estudar o mercado.

4- Avaliação periódica

Após chegar a uma conclusão a partir das etapas anteriores, é o momento de colocar em prática as estratégias estabelecidas. É essencial realizar avaliações frequentes e acompanhar periodicamente os resultados da empresa, por meio de KPIs.

Esse monitoramento dos indicadores auxiliará a compreender o andamento do negócio, além de tornar possível compreender o que deve ser mantido e o que precisa de mudança para melhorar a produtividade da empresa.

Confira em nosso blog: Baixe agora nosso novo material sobre indicadores de desempenho (KPI)

mix de produtos

Seu mix de produtos tem que ser a cara de seus clientes

 

Exemplo de mix de produtos

É preciso pensar que um bom exemplo de mix de produtos está cada vez mais presente no dia a dia das pessoas, mesmo quando elas não se dão conta. Gigantes com a Unilever, que oferece desde alimentos a produtos de higiene pessoal, por exemplo, são um caso recorrente nas relações entre empresas e consumidores finais.

E no caso do B2B, não é muito diferente. Aumentar a gama de produtos acaba sendo uma opção também cada vez mais adotado pelas empresas que vendem para outras.

Uma empresa que oferece serviços de telecomunicações e se expande vendendo pacotes de dados e hospedagem em servidores seguros para outras companhias é um excelente exemplo de mix de produtos ampliado.

Ou ainda um SaaS que oferece softwares de gestão financeira especializada em pequenos negócios e passa a criar opções para médias e grandes empresas. Ambos contam como exemplo de mix de produtos renovados.

Alguns outros casos muito famosos são os da Apple, que detém produtos de telefonia, computadores e até venda e aluguel de filmes e músicas online. Ou o Google, que além de ser líder em sites de busca, oferece diversos serviços, desde armazenamento de arquivos e ferramentas de análises de resultados de marketing para empresas.

É importante ainda ressaltar que o mix de produtos não se limita a grandes corporações. Atualmente, cada vez mais empresas de pequeno e médio porte buscam expandir suas opções de vendas e atingir cada vez mais clientes.

Afinal, em um mundo cada vez mais competitivo, possuir diferenciais variados e sustentáveis é o objetivo de muitas empresas no ambiente corporativo.

Independente dos tamanhos e dos setores, o importante é realmente estudar seu negócio, seu público e o mercado para tomar a decisão mais acertada sobre aumentar ou não a gama de produtos oferecidos por uma empresa.

Quer entender ainda mais sobre quais KPIs analisar ao definir seu mix de produtos? Baixe nosso e-book gratuito: Indicadores de Vendas e Marketing