Acompanhar a jornada de trabalho de vendedores externos pode ser um grande desafio para as empresas que ainda utilizam um sistema arcaico de marcação de ponto, como as formas de registro manual ou mecânica.

Nos últimos anos, entretanto, diversos sistemas foram criados visando otimizar os processos de uma empresa, especificamente os que envolvem o setor de Recursos Humanos (RH). 

Se antigamente as organizações que possuíam colaboradores  atuando fora da empresa tinham grande dificuldade em monitorar a produtividade e jornada de trabalho destes funcionários, hoje o cenário, felizmente é outro.

Atualmente, já existem plataformas de ponto online que oferecem até mesmo relatórios com indicadores de desempenho dos colaboradores da empresa.

Neste texto, você vai ter acesso a um conteúdo completo sobre esse assunto, incluindo o que diz a legislação e quais são os benefícios de acompanhar a jornada dos seus vendedores externos. Veja os tópicos que iremos abordar: 

  • Como funciona a jornada de trabalho do vendedor externo? 
  • O que prevê a lei sobre horários de trabalho de vendedor externo?
  • Malefícios para a empresa que não acompanha a equipe externa
  • Benefícios de acompanhar a jornada da equipe externa
  • Qual a melhor forma para controlar a jornada do vendedor externo?
  • Controle de ponto para vendedor externo: qual o melhor? 

Boa leitura!

Como funciona a jornada de trabalho de vendedores externos? 

Um vendedor externo é um profissional que se desloca para reuniões com os clientes e prospects da empresa. Como o nome mesmo diz, são os profissionais que exercem suas funções mais fora do que dentro do escritório da empresa.

Atualizar o sistema de CRM de qualquer hora e qualquer lugar é essencial para a performance dos vendedores externos. Saiba como o app Agendor permite o cadastro de informações mesmo offline.

Em vista desse trabalho remoto, a jornada de trabalho destes colaboradores pode variar bastante e, portanto, muitas empresas têm dificuldade em realizar esse monitoramento. 

No entanto, existem algumas regras previstas na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) que a empresa deve seguir em relação a esses funcionários. Vamos falar sobre isso no próximo tópico. Confira!

O que prevê a lei sobre horários de trabalho de vendedor externo?

A CLT não aborda diretamente algum tópico sobre os trabalhadores externos. Entretanto, ela fala sobre a jornada de trabalho dos funcionários celetista e estipula algumas normas sobre isso. 

Dessa forma, esses colaboradores devem possuir uma jornada diária de 8 horas, com 2 horas extras no máximo.

Entretanto, de acordo com o artigo 62 da CLT, os empregadores não necessitam fazer um controle de jornada quando os horários desses funcionários forem incompatíveis com a fixação de horário de trabalho. Veja:

“Art. 62 - Não são abrangidos pelo regime previsto neste capítulo: (Redação dada pela Lei nº 8.966, de 27.12.1994)

I - os empregados que exercem atividade externa incompatível com a fixação de horário de trabalho, devendo tal condição ser anotada na Carteira de Trabalho e Previdência Social e no registro de empregados; (Incluído pela Lei nº 8.966, de 27.12.1994)”

Mas, vale ressaltar que a falta de controle em relação a jornada de trabalho dos funcionários pode ocasionar em diversos riscos para a organização. 

Riscos para a empresa que não acompanha a equipe externa

Devido a esses colaboradores externos não participarem do dia a dia da empresa, a equipe de gestão de pessoas ou RH pode encontrar obstáculos ao avaliar o desempenho desses profissionais. 

De fato, ainda é comum que muitas empresas ainda não encontrem soluções para garantir a satisfação desses colaboradores e monitorar seus horários, pela falta de contato presencial.

Afinal, como a empresa vai saber se esse colaborar está de fato cumprindo suas tarefas diárias? Como fazer uma boa gestão de pessoas se você não tem acesso às principais dores desse funcionário em relação às suas atividades?

Uma empresa que não acompanha a jornada de trabalho de seus funcionários não tem, por exemplo, controle de horários de almoço, pausa, saída ou banco de horas.

Benefícios de acompanhar a jornada da equipe externa

Como você viu no último tópico, existem diversas desvantagens em não acompanhar a jornada dos vendedores externos. 

Porém, quando atrelado a um bom sistema de ponto, como citamos logo no início deste texto, a empresa e seus colaboradores podem se beneficiar. A seguir, veja algumas vantagens do controle de jornada:

    • Transparência: quando o gestor está ciente dos horários do vendedor externo, ele pode garantir um melhor acompanhamento desse funcionário, verificando horas extras excessivas ou atrasos;
    • Autogestão: o colaborador não depende de ninguém para registrar seus horários e pode garantir um controle maior sobre a sua jornada, verificando suas marcações;
    • Redução de custos: a falta de controle da jornada dos funcionários pode ocasionar no pagamento de custos indevidos, como horas extras excessivas ou faltas injustificadas.

Cabe lembrar que, até alguns anos atrás, não havia uma forma eficaz de acompanhar a jornada destes funcionários. Com o tempo, algumas soluções foram criadas pelo RH, como monitoramento a partir de e-mails, ligações ou planilhas. 

Com os avanços tecnológicos, essa mentalidade foi mudando e existem soluções inteligentes no mercado. 

Campanhas de incentivos são uma ferramenta importante para a motivação de vendedores externos. Veja como fazer a sua!

como criar uma campanha de incentivo de vendas

Qual a melhor forma para controlar a jornada do vendedor externo?

Como você percebeu ao longo deste texto, a melhor forma para controlar a jornada de um vendedor externo é por meio de um sistema de ponto alternativo ou ponto online. 

Independente do tamanho da empresa, essa forma de marcação atende a qualquer segmento do mercado que busca acompanhar a jornada de todos os seus colaboradores.

Sistemas que não atendem às diferentes formas de trabalho atual, como o trabalho externo ou home office, são ineficazes para as empresas que buscam sempre inovar e garantir a satisfação de seus colaboradores. 

E, quando falamos em vendas externas, proporcionar soluções simples e que possam fazer parte da rotina do profissional sem desviar o foco do mais importante, é essencial para manter a produtividade em vendas

Controle de ponto para vendedor externo: qual o melhor? 

Existem diversas opções de ponto online no mercado, mas você já sabe qual é a melhor opção para o seu negócio? O melhor controle de ponto online no mercado sem dúvidas é por aplicativo. 

O aplicativo PontoTel, por exemplo, permite que o RH visualize em tempo real o registro de ponto dos funcionários, podendo verificar atrasos ou faltas. Além disso, possui diferentes formas de marcação para atender funcionários internos, externos ou de home office. Elas variam entre:

  • Aplicativo de celular;
  • Computador ou notebook;
  • QR Code;
  • Offline.

Em vista de auxiliar a gestão de pessoas, também oferece mais de 30 tipos de relatórios indicadores de desempenho dos seus funcionários.

Dessa forma, um vendedor externo pode realizar a sua marcação de ponto, sem se preocupar em ter que entrar em contato com ninguém. Basta abrir o aplicativo no celular ou computador e fazer sua marcação!

Este conteúdo foi produzido em parceria com o time da PontoTel

Quer mais dicas para fazer a gestão do seu time comercial? Veja agora nosso Guia: Gestão Eficaz da Equipe de Vendas!