Você sabe qual é o segundo site mais visitado do mundo?

O primeiro, é fácil é o Google. Mas e o segundo?

Bônus: faça seu time alcançar a alta performance em vendas com nossa plataforma de CRM

O Agendor é uma plataforma de CRM e gestão comercial que funciona como um painel de controle e assistente pessoal para equipes de vendas B2B. Cadastre-se abaixo e ganhe um teste cortesia de 14 dias, com todos os recursos!

Facebook? Não, nada disso! O segundo site mais visitado do mundo é o YouTube. Isso mesmo.

A plataforma para assistir e fazer upload de vídeos conta, atualmente, com nada menos que 1,9 bilhões de usuários ativos por mês.

É, realmente vale a pena usar essa incrível massa de pessoas para tentar fazer vendas, não acha?

Mas como vender pelo YouTube se você tem um negócio B2B? Quer saber a resposta para essa e outras perguntas? Então, confira este texto!

Confira também: 10 filmes de motivação e liderança para a força de vendas

Quer saber como vender pelo YouTube? Logo você vai ver diversas dicas, mas, antes, dê uma olhada neste vídeo sobre como vender pela rede social LinkedIn:

Como vender pelo YouTube usando marketing de conteúdo

Você já ouviu falar em marketing de conteúdo? Essa é uma estratégia de marketing digital para a captação de clientes, em que se criam conteúdos de interesse de seu público-alvo na internet. O objetivo é atrair esses usuários para um blog, onde os conteúdos são publicados, geralmente na forma de textos.

Mas por que não usar conteúdos em vídeo, com esse mesmo objetivo?

Veja, a seguir, um passo a passo de como vender pelo YouTube usando marketing de conteúdo, em parceria com seu blog.

Leia também: Tudo que você precisa saber sobre como fazer marketing de conteúdo!

1. Defina o perfil de seu cliente ideal

Criar vídeos não é nem rápido nem fácil. Por isso, você não vai conseguir uma quantidade muito grande rapidamente.

Assim, é preciso definir um público-alvo específico, uma fatia de mercado com determinadas características e necessidades que sua empresa pode atender. Você pode descobrir esse perfil analisando seus próprios clientes atuais.

Use a regra de Pareto e determine as características (porte, região, ramo de atividade, faturamento etc.) dos 20% dos seus clientes responsáveis por 80% de seu lucro.

Dessa forma, você terá como dar um foco em sua produção de vídeos, podendo fazer uma quantidade menor, porém direcionada para as empresas e pessoas certas.

2. Encontre as palavras-chave mais usadas em buscas na internet por esse público

Agora, com ajuda de ferramentas de marketing digital, como o Google Analytics, por exemplo, descubra quais são as palavras-chave mais usadas pelos compradores e executivos dessas empresas que te interessam.

3. Crie vídeos baseados nesses temas

Muito bem, se você sabe o que o perfil de seu público de interesse busca na internet, crie vídeos que se encaixam nessas buscas e que, ao mesmo tempo, têm a ver com as soluções que sua empresa oferece.

Mas lembre-se: esses vídeos tem que ser relevantes e informativos, não propagandas e promoções.

Sim, você também pode fazer vídeos institucionais, tutoriais sobre como usar seus produtos e serviços, cases de sucesso e outros. Mas eles não podem ser o foco de sua produção. Use uma proporção de 20 ou 30% de vídeos desse tipo, no máximo.

4. Capriche na produção

Um boa produção de vídeo não é fácil de ser feita. E não tem como vender pelo YouTube usando vídeos com características amadoras e mal produzidos.

Por isso, o ideal é aprender todos os detalhes de como criar esses vídeos com qualidade, da iluminação à edição, passando pelo roteiro. Pode ser até necessário contratar uma produtora de vídeos.

Uma alternativa é fazer animações de qualidade e mesmo vídeos captados com ajuda de plataformas online de criação de vídeos, como estas:

5. Preencha corretamente as descrições e tags

Seu vídeo deve ter um título, um campo de descrição (com detalhes sobre ele), e tags. Use a palavra-chave que inspirou a criação do vídeo em todos esses locais.

Assim, ficará muito mais fácil de seu vídeo ser encontrado quando alguém for procurar esses assuntos na internet.

6. Coloque links para sua páginas de vendas, captação de leads e para seu blog

Seus vídeos devem ser criados de forma a complementar conteúdos de seu blog ou vice-versa. Assim, coloque links em ambas as mídias se redirecionando mutuamente. Aliás, você pode pensar em estratégias complementares de como vender pela internet, especificamente de como vender pelas redes sociais. Compartilhe também seu vídeos no Facebook e coloque chamadas para ele no Instagram.

Além disso, para converter leads e vendas, não esqueça de colocar na descrição do vídeo links para páginas de captura de lead,s com formulários e também para suas páginas de vendas, dependendo do tipo de conteúdo do vídeo.

É importante lembrar que seus vídeos podem se tornar excelentes materiais complementares para os vendedores. Assim, eles podem ser usados em e-mails e no WhatsApp, sempre que um vendedor achar que seu conteúdo é relevante para ajudar a argumentar com um cliente, negociar ou fechar uma venda.

7. Alimente seu CRM com os usuários que se cadastram em seu canal

Conforme as pessoas forem se inscrevendo em seu canal do YouTube, você pode colocar seus e-mails e nomes em seu CRM e também em sua ferramenta de marketing de conteúdo.

Assim, poderá direcionar melhor seus esforços de comunicação com eles, enviando mais materiais via e-mail e desenvolvendo um relacionamento até que, em determinado momento, possa entrar em contato via fone ou e-mail para marcar uma visita de apresentação de seu negócio.

Assim, em resumo: use o conteúdo dos vídeos do YouTube para atrair clientes com o perfil ideal para o seu negócio e, em seguida, desenvolva um relacionamento crescente, até o ponto de fechar uma venda.

Quer mais dicas de como vender pela internet? Que tal usar o WhatsApp? Então, confira esta apresentação de slides:

Saiba mais: 10 dicas comprovadas para produção de vídeos

Agora que você sabe como vender pelo YouTube, conheça também outras maneiras de prospectar clientes, baixe nosso e-book gratuito: O GUIA da prospecção