Confira a teoria e depois exercite os conceitos com o teste!

Muito se fala do uso da inteligência emocional no trabalho. Mas, na prática de nosso dia a dia, como podemos empregá-la para melhorar nosso desempenho e atingir nossas metas?

Vamos descrever alguns dos fundamentos da inteligência emocional no trabalho e, em seguida, propor um interessante exercício de fixação, usando seu chefe como exemplo.

Conceitos de inteligência emocional no trabalho

A inteligência emocional é a capacidade que algumas pessoas tem de entender e motivar os outros por meio de fatores não-intelectuais, desenvolvendo um comportamento inteligente que engloba diversos fatores.

Selecionamos alguns deles que consideramos os mais importantes:

  1. Empatia: se colocar na situação do outro.

  2. Percepção das emoções: reparar na voz, gestos e outros indícios para perceber o estado emocional de outras pessoas.

  3. Usar as emoções a seu favor: potencializando as positivas, como a motivação, superando as negativas, como o medo.

  4. Entender as próprias emoções: elas nem sempre são evidentes!

  5. Controlar a emoção: desenvolver a capacidade de gerir os próprios sentimentos.

  6. Auto-Motivação: canalizar as emoções em busca de objetivos.

  7. Capacidade de reagir às emoções dos outros: não se deixar abater por isso, tentar entender e saber como interagir.

  8. Habilidade em relacionamentos interpessoais: capacidade que algumas pessoas tem de liderar e interagir com grupos.

Estes conceitos foram estudados por diversos psicólogos e cientistas que comprovaram que seu uso adequado pode auxiliar na liderança de equipes, negociações e relações de trabalho.

Para ajudar você a compreender tudo isso e exercitar a inteligência emocional, criamos este questionário de situações hipotéticas para que você entenda melhor seu chefe. Algumas das questões são bastante divertidas.

O objetivo principal é treinar você nesses conceitos apresentados acima.

Existem várias outras maneiras de melhorar suas habilidades e a produtividade no trabalho, como as abordadas neste Guia: como ser mais produtivo e eficiente nas vendas.

TESTE: Inteligência emocional no trabalho.

Trabalhe a inteligência emocional para não desistir nas primeiras adversidades!

Trabalhe a inteligência emocional para não desistir nas primeiras adversidades!

1. Imagine que seu chefe decidiu iniciar um novo projeto na empresa, estava bastante empolgado com ele e selecionou uma equipe para avaliar o que seria necessário para sua implementação.

No dia da primeira reunião de trabalho os relatórios de todos os participantes apontam que o projeto será de difícil execução, necessitando de mais recursos, pessoal e equipamentos. A reação mais provável de seu chefe seria:

  • ( ) A. Definir os próximos passos, responsabilidades e objetivos de cada um e marcar a data da próxima reunião.
  • ( ) B. Definir os próximos passos, responsabilidades e objetivos de cada um e dizer vai marcar uma nova reunião para o mês que vem, mas que possivelmente nunca acontecerá.
  • ( ) C. Lamentar profundamente, balançar a cabeça e anunciar que o projeto está oficialmente cancelado.

2. Quando seu chefe chega para trabalhar bem humorado, cumprimentando todo mundo e feliz da vida porque o time dele foi campeão, caso aconteça um imprevisto desagradável durante o dia de trabalho, como a perda da conta de um grande cliente para a concorrência, ele:

  • ( ) A. Provavelmente não se deixará afetar profundamente pela notícia, sem mudar seu humor.
  • ( ) B. Depende do dia: tanto pode ficar rabugento o dia todo como não se deixar afetar.
  • ( ) C. Com certeza vai mudar da água para o vinho e passar o resto do dia de cara fechada e de mal humor.
Mudar de humor radicalmente no mesmo dia pode indicar falta de inteligência emocional.

Mudar de humor radicalmente no mesmo dia pode indicar falta de inteligência emocional.

3. Ao receberem a notícia de que todas as metas foram batidas e que o resultados do período foram excelentes, seu chefe reúne a equipe e provavelmente:

  • ( ) A. Parabeniza a todos pelo trabalho em equipe, ressalta a participação individual de cada um e termina sugerindo uma salva de palmas.
  • ( ) B. Reúne a equipe e ressalta que graças a sua lidenarça foi possível alacançar esses resultados, e que todos merecem os parabéns pelo trabalho em equipe e a dedicação pessoal de cada um.
  • ( ) C. Tira um “self” ao lado da planilha com os resultados positivos e envia um email para toda a equipe com a frase: Eu sou o cara!!!

4. A equipe de vendas está com problemas sérios com a velocidade da conexão da internet, o que tem atrapalhado muito na agilidade das respostas à solicitações dos clientes, follow-up e até prospecção.

Relatado sobre o fato, seu chefe promete tomar providências imediatas e resolver tudo, no máximo, em uma semana. Muito provavelmente o que vai acontecer é:

  • ( ) A. Em uma semana tudo estará resolvido.
  • ( ) B. Vai demorar um pouco, talvez até um mês, mas o pedido da equipe será atendido de uma forma ou de outra.
  • ( ) C. Ele vai deixar as coisas rolarem, fingir que esqueceu, dar desculpas e a conexão continuará ruim.

5. Imagine que a equipe de vendedores sempre teve um perfil extrovertido e intuitivo nas vendas, muito semelhante ao do seu chefe.

No entanto, a alta gestão da empresa decidiu que é preciso integrar à equipe um perfil mais eclético de vendedores, introduzindo pessoas com características mais técnicas e analíticas. Possivelmente a reação de seu chefe será:

  • ( ) A. Tentará integrar os diferentes perfis na equipe e se dirigir a cada indivíduo conforme suas características pessoais de personalidade.
  • ( ) B. Se esforçará nesse sentido, mas, de vez em quando, vai perder a paciência.
  • ( ) C. Terá dificuldade de se adaptar ao novo perfil desses vendedores, não conseguindo se comunicar adequadamente com eles e gerando conflitos.

6. Está tudo pronto para uma visita a um cliente importante, você e seu chefe entram no carro, já um pouco atrasados, e ao ligar o rádio descobrem que uma manifestação política está bloqueando as ruas e que vocês nunca chegarão a tempo na reunião.

  • ( ) A. Seu chefe vai tomar providências para avisar o cliente ou procurar uma caminho alternativo, tentando ser prático e objetivo.
  • ( ) B. Pode ser que seu chefe fique um pouco decepcionado, mas nada que o abale profundamente. Depois de alguns minutos vai tomar providências para resolver o problema.
  • ( ) C. Seu chefe vai se descabelar, socar o volante do carro e gritar contra os manifestantes. Depois de voltarem para o escritório e ele tomar um copo d’água, vai pensar no que fazer.
Pessoas que acham superiores demonstram falta de inteligência emocional.

Pessoas que se acham superiores demonstram falta de inteligência emocional.

Você deve ter percebido que quanto mais respostas A aparecerem, mais emocionalmente inteligente será seu chefe.

As respostas B indicam uma inteligência emocional em desenvolvimento, no caminho certo, e que precisa ser lapidada.

Muitas resposta C mostram que seu chefe precisa melhorar bastante sua inteligência emocional.

É importante ressaltar que este questionário é mais um exercício para fixação das características que devem ser cultivadas por quem busca a melhoria de suas habilidade de inteligência emocional no trabalho que uma avaliação comportamental profunda.

Mesmo porque, essa função cabe a profissionais de RH e psicólogos.

Nosso objetivo é mostrar como você pode perceber por gestos e atitudes do dia a dia, como esses, uma maneira de lidar melhor com suas emoções e a dos outros.

quick-fix-movie-to-watch-office-space-image1

Tudo isso que foi apontado em relação ao seu chefe pode ser de alguma forma adaptado para o seu comportamento.

Conhecer melhor a si mesmo, desenvolvendo sua inteligência emocional no trabalho e entender com mais profundidade as reações dos outros é fundamental em qualquer profissão. Mais ainda na área de vendas.

Para ampliar e desenvolver suas habilidades de interpretar gestos e atitudes, esta é uma excelente leitura: PNL em vendas: alcançando resultados poderosos nas vendas