Mate essa charada com sinceridade e profissionalismo, a autoavaliação profissional é o primeiro passo para desenvolver sua carreira

Muita gente encara o desafio da autoavaliação profissional com ceticismos e até deboche. Pensam da seguinte forma: “Se eu mesmo me autoavalio profissionalmente com algum ponto negativo, quem achará que eu sou bom?”. E acabam dando nota 10 para tudo, o que é um erro grave.

Como já constava em uma inscrição no templo de Apolo em Delfos, onde os gregos antigos iam buscar conselhos e presságios sobre o destino: Conhece-te a ti mesmo!

Guia: como ser mais produtivo e eficiente em vendas

Aproveitando e organizando o relacionamento com seus clientes para vender mais e melhor

Essa era a recomendação inicial: antes de traçar planos sobre o futuro, conheça quem você é realmente, aonde quer chegar, quais  qualidades poderá usar para isso e quais competências que terá que desenvolver.

O objetivo da autoavaliação profissional é mostrar aos seus superiores que você conhece seu potencial, tem um plano de futuro, sabe aonde quer chegar e tem ciência de quais características poderão ser úteis para alcançar esse objetivo e quais você precisa desenvolver.

Na verdade, uma autoavaliação de desempenho bem-feita deveria significar que seu gestor estará disposto a colaborar para seu crescimento profissional estipulando metas conjuntas de melhoria e até fornecendo subsídios para isso, como treinamentos, aulas de idiomas e até ajuda de custo para fazer cursos de extensão ou mesmo pós-graduações. Tudo vai depender do orçamento da empresa.

Antes de passarmos às 15 perguntas que o ajudarão a fazer sua autoavaliação profissional, confira algumas dicas de como se comportar no caso da autoavaliação em sua empresa ser feita na forma de entrevista.

Interessado em melhorar ainda mais seu desempenho depois de se autoavaliar profissionalmente? Baixe nosso e-book: Guia: Como ser mais produtivo e eficiente em vendas.

autoavaliação profissional

Seja sincero e realista durante sua autoavaliação profissional

Como se comportar durante entrevista de autoavaliação profissional

Obviamente, a primeira dica é ter respondido todas as perguntas que você verá no próximo tópico. Além disso, lembre-se:

  1. Seja sincero e aberto ao diálogo.
  2. Mostre que tem objetivos de curto, médio e longo prazos definidos.
  3. Não critique ninguém ou aponte culpados.
  4. Mostre que você quer usar seus pontos fortes objetivamente para a empresa.
  5. Faça perguntas! Mostre seu posicionamento para seu superior e veja se estão alinhados.
  6. Outra pergunta importante: – Onde você acha que devo melhorar?
  7. Não é preciso exagerar em pontos fracos, apenas mostre que vai superá-los e tem planos concretos para isso.
  8. Se possível, leve relatórios ou apresentações e mostre os resultados comprovadamente obtidos.
  9. Procure feedback de seu entrevistador.
  10. Tente finalizar a entrevista traçando um cronograma de melhorias pessoais e como elas vão ajudar a empresa.
autoavalição do profissional

Trace um plano de melhorias baseado em sua autoavaliação

Conheça outros modelos de avaliação profissional e de desempenho: 3 Modelos de avaliação 360 graus para aplicar em sua empresa.

15 perguntas para autoavaliação profissional

Essas perguntas têm o objetivo de preparar você para a autoavaliação com um profissional da empresa e também servem como um roteiro, caso tenha de enviar um relatório escrito, dependendo dos modelos de avaliação profissional usados onde você trabalha.

1. Quais meus pontos fortes?

Não tenha vergonha de reconhecer o quanto você é bom. Se preciso, pergunte para alguém de muita confiança.

2. Por que considero estes meus pontos fortes?

Justifique o que o faz pensar assim, sua trajetória de vida pode dar pistas.

3. Quais exemplos concretos (que confirmem tal percepção) posso apresentar?

Tente usar exemplos profissionais (ou acadêmicos), mas de preferência a empresa atual.

4. Como posso usar tais pontos fortes dentro da organização?

Agora você precisa descobrir (e mostrar) por que a empresa precisa de você.

5. Quais meus pontos fracos?

Pontos fracos muitas vezes podem ser coisas simples de resolver, como a capacitação em um idioma. Os problemas ficam mais sérios quando se trata de mudar comportamentos. Mas não esconda isso: mostre que está trabalhando para melhorar!

6. Por que considero estes meus pontos fracos?

Hora de entender como isso está atrapalhando você (e a empresa).

7. Que tarefas e situações do meu dia a dia são afetadas por isso?

– Odeio planilhas! Esse é um exemplo em que você deve optar por mudar de função ou se capacitar. Veja o que é melhor para você nesse tipo de situação.

8. Como posso trabalhar meus pontos fracos com ajuda da empresa para melhorar meu desempenho no trabalho?

Tente encontrar a solução para seu problema. Podem ser cursos, auxílio de um “coach” ou mentor, ou apenas tomar uma atitude determinada. A solução costuma ser conjunta com seu líder.

9. Existe alguma oportunidade benéfica para a empresa na qual meus pontos fortes poderiam ser melhor empregados?

Visualize suas oportunidades de carreira, promoções ou mudanças de área.

10. Existe alguma oportunidade que eu desempenharia melhor se resolvesse meus pontos fracos?

Isso vai incentivar você a se superar em busca de seus objetivos.

11. Existe alguma ameaça ou crise em que meus pontos fortes podem ajudar a resolver determinada situação para a empresa?

Da mesma forma, entender isso pode mudar sua trajetória na empresa!

12. No caso dessa ameaça ou crise, quais de meus pontos fracos precisam ser melhorados para que eu possa auxiliar na solução com o melhor desempenho?

Mais uma vez, você perceberá que é preciso aprimorar-se sempre para atingir as melhores posições.

13. Onde quero estar daqui a 1 ano?

Quais suas metas em curto prazo? Suas competências vão ajudá-lo a cumpri-las?

14. E daqui a 5 anos?

É importante ter objetivos claros, 5 anos passam voando!

15. Qual é meu sonho na vida?

Você trabalha para viver a vida de seus sonhos. Fique atento se sua carreira vai lhe proporcionar isso!

avaliação de profissionais

Que competências você precisa aprimorar para alcançar seus objetivos de vida?

 

Percebeu que muitas dessas perguntas estão relacionadas com a famosa análise SWOT? E mais, esse é apenas um roteiro para facilitar sua autoavaliação profissional. Não é preciso expor cada um dos pontos citados. Construa seu próprio discurso, encadeando as ideias com as seguintes premissas básicas:

  • No que sou bom (com dados comprovados).
  • O que preciso melhorar.
  • Qual meu plano para a melhoria.
  • Como isso vai ajudar a empresa.

Com isso, sua autoavaliação no trabalho será um sucesso!

Quer saber mais detalhes sobre a matriz SWOT aplicada por empresas? Confira: Definição de análise SWOT: como vender mais com uma matriz.