« Início Estratégias de vendas Ferramentas Produtividade Novas ideias Dicas de CRM Cases de CRM Atualizações do Agendor

Marketing pessoal e vendas: entenda a relação e fature mais!

Escrito por
Fernanda Balieiro

Aprenda mais sobre marketing pessoal e como ele pode te ajudar a vender mais

É indiscutível a relação estreita que existe entre marketing e vendas, pois quanto mais divulgar a imagem de sua empresa, maiores serão as possibilidades de vender. Mas existe uma forma de marketing especial, que é o marketing pessoal, ou seja, o marketing de sua própria imagem.

Qual a relação entre marketing pessoal e vendas? Acompanhe no post como essa estratégia pode aumentar suas vendas e faça bom uso dela em seu dia a dia.

A forma como você se veste, aquilo que comunica, a simpatia com que trata seu cliente: tudo isso impacta em sua imagem profissional

Descubra o que é marketing pessoal

Marketing pessoal é o conjunto de estratégias e técnicas aplicadas com planejamento e cuidado, a fim de melhorar a imagem do profissional diante do cliente, fornecedor, gestor e colegas de trabalho.

A relação que o marketing pessoal mantém com o marketing comum é que ambos trabalham no sentido de valorizar a imagem de alguma coisa, tornando-a conhecida e aceitável. No caso do marketing pessoal, trata-se da imagem da própria pessoa.

Se a sua imagem agrada e convence, fica bem mais fácil obter êxito nas vendas!

Acerte no vestuário

O vestuário é importante para sua boa imagem, criando no cliente uma impressão positiva e ajudando na realização das vendas. Todos os dias em que sair para vender, assuma seu papel, vista-se conforme a ocasião.

No post Como usar a linguagem corporal em vendas, citamos um conselho bem interessante que merece ser repetido aqui:

Vista-se para o trabalho que você quer e não para o trabalho que você tem.

Steve Jobs, por exemplo, usava calças jeans, blusas pretas e tênis da marca New Balance. Assim, ele desenvolveu um marketing pessoal por meio do vestuário. Esse é um exemplo prático de “Você é a sua marca”.

A marca registrada de Steve Jobs: calça jeans, blusa preta e tênis da marca New Balance

Use bem seu cartão de visitas

O cartão de visitas é um aliado na divulgação de sua própria imagem e na aquisição de mais vendas. Quando for trabalhar, leve sempre uma quantidade mínima de cartões para entregar às pessoas na rua ou aos clientes que vão até a sua empresa.

Você também pode entregá-los quando encontrar possíveis clientes em um restaurante, supermercado, salão de beleza, shopping center, por que não?

Muitas vezes, um design simples pode ser único e facilmente memorizável pelo cliente. O design do cartão de visitas de Meg Whitman (presidente da companhia HP, que recentemente mudou sua identidade visual) apresentava um círculo azul com as letras hp em branco; trazia a assinatura, nome e função, endereço da empresa, telefones e e-mail. Simples, mas inconfundível.

Sintonize comunicação e simpatia

Outro ponto a considerar é a capacidade de comunicação do vendedor. Ele precisa saber abordar, apresentar seu produto, expor seus conhecimentos.

A simpatia também contribui para a formação da primeira impressão. O vendedor precisa mostrar-se afável, agradar o potencial cliente, ser acessível e atencioso. Quando sair para as vendas, deixe seus problemas pessoais em casa, treine seu discurso e procure trabalhar com bom humor.

Saiba mais como explorar seus pontos positivos no post Como ser você mesmo e tornar a sua vida mais gratificante.

Transmita sua melhor imagem nas redes sociais

Ajuste seu marketing pessoal no ambiente digital

Um dos grandes desafios para o profissional é desenvolver marketing pessoal no universo digital. Seu grande trunfo é o conteúdo, que deve ser interessante, atualizado e ser passado por meio de textos, imagens e vídeos. Aborde temas relacionados às atividades que você exerce ou sobre seu segmento (veículos, imóveis, cosméticos, tecnologia, confecções, livros, alimentos, bebidas).

Daí, a importância de manter um blog ou site e de integrar as redes sociais, principalmente no Facebook e Linkedin (espaço adequado para você desenvolver sua imagem profissional, deixar sua marca e interagir com outros profissionais, ou seja, fazer seu networking).

O que diferenciará seu conteúdo do conteúdo de outros vendedores é seu estilo: a forma de escrever, como usa suas imagens, tamanho dos textos, o design da página e assim por diante.

Já ouviu falar de marketing sensorial? Entenda como ele funciona no post: O que é marketing sensorial e como isso pode ajudar a vender mais?

Associe bons materiais, marketing pessoal e vendas

Trabalhe bem preparado, com todo o material que precisa – laptop, portfólio (seja ele eletrônico ou não), smartphone. Amostras grátis podem ser importantes para determinados tipos de vendas, se for o seu caso, não se esqueça de trabalhar com reposição constante.

O vendedor que trabalha sem o material de trabalho necessário é como o pedreiro que trabalha sem trolha ou fita métrica: sua imagem fica bastante comprometida diante do cliente e o trabalho não sai conforme o esperado.

E que tal aprofundar seus conhecimentos sobre marketing pessoal? Sugerimos a leitura de alguns livros:

A magia do marketing pessoal, de Edmundo Vieira Cortez: escrito em forma de diálogo, o livro aborda, de maneira lúdica, os elementos fundamentais do marketing pessoal;

Você é sua melhor marca, de Jussier Ramalho: narra a trajetória do autor, com trechos autobiográficos misturados a técnicas de venda, captação e relacionamento com o cliente.

Gostou do texto sobre marketing pessoal e vendas? Que estratégia você já utiliza para desenvolver uma boa imagem? Deixe um comentário!

Funil de Vendas do Agendor Coloque em prática essas dicas com nossa plataforma de aprimoramento em vendas Teste por 14 dias grátis!

Dicas de vendas



Artigos relacionados

Venda com todo seu potencial!

Experimente por 14 dias grátis